25/06/14

O retorno ao Princípio

eis o enigma do ser: na profundidade enigmática da sombra o ser que em incandescência traz a alma é e rejubila. intranquila a alma,em todos os dias inquieta se interroga e interroga a fé. morre na esperança de ser eterna sem saber para quê; sucumbe no silêncio do profano em busca dos céus em que já não crê. neste luto lapidar digladia-se no ser o seu espaço interior e abre em vulcão e sismo; desavindo o ser contradiz-se e faz-se de novo abismo. Alvaro Giesta, in O Retorno ao Princípio, Editora Calçada das Letras, 2014

PONTOS LUMINOSOS NO CÉU in Contos do Infinito e os Demónios da Tia Matilde

[Para o homem religioso, a Natureza nunca é exclusivamente «natural»: está sempre carregada de um valor religioso. Isto compreende-se faci...